quarta-feira, 29 de setembro de 2010

nº34 Eu gostaria de jantar com você

Um homem chegou em casa tarde do trabalho, cansado e irritado encontrou o seu filho de 5 anos esperando por ele na porta ..
- “Pai, posso fazer-lhe uma pergunta?”
- “O que é?” - respondeu o homem.
- “Pai, quanto você ganha em uma hora?”
- “Isso não é da sua conta. Porque você esta perguntando uma coisa dessas?”, o homem disse agressivo.
- “Eu só quero saber . Por favor me diga, quanto você ganha em uma hora?”
- “Se você quer saber, eu ganho R$ 50 por hora.”
- “Ah…” o menino respondeu, com sua cabeça para baixo.
- “Pai, pode me emprestar R$ 25,00?”
O pai estava furioso, “Essa é a única razão pela qual você me perguntou isso? Pensa que é assim que você pode conseguir algum dinheiro para comprar um brinquedo ou algum outro disparate? Vá direto para o seu quarto e vá para a cama. Pense sobre o quanto você está sendo egoísta”, “Eu não trabalho duramente todos os dias para tais infantilidades.”
O menino foi calado para o seu quarto e fechou a porta.
O homem sentou e começou a ficar ainda mais nervoso sobre as questões do menino.
- Como ele ousa fazer essas perguntas só para ganhar algum dinheiro?
Após cerca de uma hora, o homem tinha se acalmado e começou a pensar.
Talvez houvesse algo que ele realmente precisava comprar com esses R$ 25,00 e ele realmente não pedia dinheiro com muita freqüência. O homem foi para a porta do quarto do menino e abriu a porta.
- “Você está dormindo, meu filho?”, Ele perguntou.
- “Não pai, estou acordado”, respondeu o garoto.
- “Eu estive pensando, talvez eu tenha sido muito duro com você a pouco?”, afirmou o homem. “Tive um longo dia e acabei descarregando em você. Aqui estão os R$ 25 que você me pediu.”
O menino se levantou sorrindo. “Oh, obrigado pai!” gritou. Então, chegando em seu travesseiro ele puxou alguns trocados amassados.
O homem viu que o menino já tinha algum dinheiro, e começou a se enfurecer novamente.
O menino lentamente contou o seu dinheiro , em seguida olhou para seu pai.
- “Por que você quer mais dinheiro se você já tinha?” - Gruniu o pai.
- “Porque eu não tinha o suficiente, mas agora eu tenho”, respondeu o menino.
- “Papai, eu tenho R$ 50 agora. Posso comprar uma hora do seu tempo? Por favor, chegue em casa mais cedo amanhã. Eu gostaria de jantar com você

terça-feira, 28 de setembro de 2010

nº33- Papai do céu

nº32 Give a hug


Nunca consegui explicar em palavras qual o valor de um abraço. Fico feliz de ter quem abraçar quando preciso, faz toda a diferença pra mim.

nº31 Ciúmes

myplatoniclove:

Ciúmes de tudo: meus livros, meu cachorro, minha xícara, minha cadeira, meu óculos, meu espelho, minha escova de cabelo, meu computador, meus amigos, meu travesseiro, minhas roupas, meu namorado, meus sapatos, minhas bolsas, meus lápis, minhas canetas, minha família, minha música, minha banda, meu filme, minha novela, meu seriado, meu caderno, minha agenda, minhas fotos, meus ursinhos, meus esmaltes, meus perfumes, minhas maquiagens, meu celular, minha câmera, meus pôsters, minhas revistas, meus cd’s, meus dvd’s, minhas pulseiras, minhas cartas, meus irmãos. Meu quarto. Minhas recordações. Minhas coisas. Meu mundo.

Quando li esse texto no tumblr, achei a minha cara :D Acho que esse é meu maior defeito (pelo menos que eu noto). Tem tantas coisas/pessoas/momentos que quero só pra mim. Isso é muito errado?

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

nº30 Zen recipe

less TV, more reading
less shopping, more outdoors
less clutter, more space
less rush, more slowness
less consuming, more creating
less junk, more real food
less busywork, more impact
less driving, more walking
less noise, more solitude
less focus on the future, more on the present
less work, more play
less worry, more smiles
breathe

“A Brief Guide” in ZenHabits










domingo, 19 de setembro de 2010

nº29 Music of the day


Here Comes The Sun

(Beatles)
Composição: George Harrison

Here comes the sun
Here comes the sun
And I say
It's all right

Little darling
It's been a long cold lonely winter
Little darling
It feels like years since it's been here
Here comes the sun
Here comes the sun
And I say
It's all right

Little darling
The smiles returning to the faces
Little darling
It seems like years since it's been here
Here comes the sun
Here comes the sun
And I say
It's all right

Sun, sun, sun, here it comes...
Sun, sun, sun, here it comes...
Sun, sun, sun, here it comes...
Sun, sun, sun, here it comes...
Sun, sun, sun, here it comes...

Little darling
I feel that ice is slowly melting
Little darling
It seems like years since it's been clear
Here comes the sun
Here comes the sun
And I say
It's all right
Here comes the sun
Here comes the sun
It's all right
It's all right

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

nº28 Palavras no meu dia

Sopa de palavras
(não faz sentindo)

Acordar. Discussão. Escola. Luíza. Verde. Comida. Brigadeiro. João . Panda. Caio. Foto. Física. Intervalo. Bruna. Almoço. Larissa. Sono. Ciúmes. Coral. Henrique. EPSA. Fugir. Raíza. UnB. Valadão. Voltar. Alê. Sala. Lou. Origami. Matheus. Maestro. Medo. Ensaio. Leta. Camiseta.Bia. Tocar. Sérgio. Bateria. Abraço. Ana. Telefone. Andar. Beijo. Carro. Diana. Mentir. Motorista. Vovô. Saudades. Jabuticaba. Sol. Lucas. Casa. Cachorros. Banco. Jardim. Vento. Mamãe. Telefone. Bolo. Saúde. Parise. Poeira. Céu. Quarto. Estudar. Computador.Eu.
Blog

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

nº27 Velharias


Tento evitar sempre a nostalgia, mas ela me persegue é um fato. Não sei como descrever tudo o que sinto quando paro pra pensar o tanto que o tempo passa rápido. Lembro de tanta coisa e as vezes parece tão pouco, assustador. 27 por exemplo era o número da sorte de uma amiga minha, saudades dela!! Segundo meus pais, tios e avós eu vivi muito pouco, mas sinto exatamente o contrario... tenho muitas histórias pra contar. Ando muito muito muitooo estressada com os estudos ( me sinto culpada pq tem gente preocupada comigo por esse estresse), gostaria de voltar pra 2006~2008 mas acho que isso é errado. Nos últimos anos[ensino médio] ganhei tanta coisa boa, acho que amadureci, fiz amigos novos e muito mais, então falar que quero voltar a viver o passado ia ser desprezar meu presente(que mesmo com dificuldades é muito bom). Outra coisa que tive que aprender, foi a lidar melhor com as saudades (processo ainda não completo)...
Outro dia continuo esse assunto, texto grandes são cansativos e estou com cólica então começo a me perder no meu próprio raciocínio.
*Edit: lembrei de uma coisa só depois de ja ter postado e tive que editar aqui pra contar um detalhe sobre essa foto. Logo depois da minha prima ter tirado ela, eu continue brincando na água e deixei meu IPhone cair no mar =o foi assustador ter que procurar ele no mar só tendo uma lanterna como fonte de luz!!! Milagrosamente achei ele, tadinho tava desligado e cheio de areia mas acredite se quiser foi só carregar e ele volto a funcionar S2 minha dívida com Iemanjá!

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

nº26 Music of the day

Faroeste Caboclo

Composição: Renato Russo

Não tinha medo o tal João de Santo Cristo
Era o que todos diziam quando ele se perdeu
Deixou pra trás todo o marasmo da fazenda
Só pra sentir no seu sangue o ódio que Jesus lhe deu

Quando criança só pensava em ser bandido
Ainda mais quando com um tiro de soldado o pai morreu
Era o terror da sertania onde morava
E na escola até o professor com ele aprendeu

Ia pra igreja só pra roubar o dinheiro
Que as velhinhas colocavam na caixinha do altar
Sentia mesmo que era mesmo diferente
Sentia que aquilo ali não era o seu lugar

Ele queria sair para ver o mar
E as coisas que ele via na televisão
Juntou dinheiro para poder viajar
De escolha própria, escolheu a solidão

Comia todas as menininhas da cidade
De tanto brincar de médico, aos doze era professor.
Aos quinze, foi mandado pro o reformatório
Onde aumentou seu ódio diante de tanto terror.

Não entendia como a vida funcionava
Discriminação por causa da sua classe e sua cor
Ficou cansado de tentar achar resposta
E comprou uma passagem, foi direto a Salvador.

E lá chegando foi tomar um cafezinho
E encontrou um boiadeiro com quem foi falar
E o boiadeiro tinha uma passagem e ia perder a viagem
Mas João foi lhe salvar

Dizia ele: "Estou indo pra Brasília
Neste país lugar melhor não há
Tô precisando visitar a minha filha
Eu fico aqui e você vai no meu lugar"

E João aceitou sua proposta
E num ônibus entrou no Planalto Central
Ele ficou bestificado com a cidade
Saindo da rodoviária, viu as luzes de Natal

"Meu Deus, mas que cidade linda,
No Ano-Novo eu começo a trabalhar"
Cortar madeira, aprendiz de carpinteiro
Ganhava cem mil por mês em Taguatinga

Na sexta-feira ia pra zona da cidade
Gastar todo o seu dinheiro de rapaz trabalhador
E conhecia muita gente interessante
Até um neto bastardo do seu bisavô

Um peruano que vivia na Bolívia
E muitas coisas trazia de lá
Seu nome era Pablo e ele dizia
Que um negócio ele ia começar

E o Santo Cristo até a morte trabalhava
Mas o dinheiro não dava pra ele se alimentar
E ouvia às sete horas o noticiário
Que sempre dizia que o seu ministro ia ajudar

Mas ele não queria mais conversa
E decidiu que, como Pablo, ele ia se virar
Elaborou mais uma vez seu plano santo
E sem ser crucificado, a plantação foi começar.

Logo logo os maluco da cidade souberam da novidade:
"Tem bagulho bom ai!"
E João de Santo Cristo ficou rico
E acabou com todos os traficantes dali.

Fez amigos, frequentava a Asa Norte
E ia pra festa de rock, pra se libertar
Mas de repente
Sob uma má influência dos boyzinho da cidade
Começou a roubar.

Já no primeiro roubo ele dançou
E pro inferno ele foi pela primeira vez
Violência e estupro do seu corpo
"Vocês vão ver, eu vou pegar vocês"

Agora o Santo Cristo era bandido
Destemido e temido no Distrito Federal
Não tinha nenhum medo de polícia
Capitão ou traficante, playboy ou general

Foi quando conheceu uma menina
E de todos os seus pecados ele se arrependeu
Maria Lúcia era uma menina linda
E o coração dele pra ela o Santo Cristo prometeu

Ele dizia que queria se casar
E carpinteiro ele voltou a ser
"Maria Lúcia pra sempre vou te amar
E um filho com você eu quero ter"

O tempo passa e um dia vem na porta
Um senhor de alta classe com dinheiro na mão
E ele faz uma proposta indecorosa
E diz que espera uma resposta, uma resposta do João

"Não boto bomba em banca de jornal
Nem em colégio de criança isso eu não faço não
E não protejo general de dez estrelas
Que fica atrás da mesa com o cu na mão

E é melhor senhor sair da minha casa
Nunca brinque com um Peixes de ascendente Escorpião"
Mas antes de sair, com ódio no olhar, o velho disse:
"Você perdeu sua vida, meu irmão"

"Você perdeu a sua vida meu irmão
Você perdeu a sua vida meu irmão
Essas palavras vão entrar no coração
Eu vou sofrer as consequências como um cão"

Não é que o Santo Cristo estava certo
Seu futuro era incerto e ele não foi trabalhar
Se embebedou e no meio da bebedeira
Descobriu que tinha outro trabalhando em seu lugar

Falou com Pablo que queria um parceiro
E também tinha dinheiro e queria se armar
Pablo trazia o contrabando da Bolívia
E Santo Cristo revendia em Planaltina

Mas acontece que um tal de Jeremias,
Traficante de renome, apareceu por lá
Ficou sabendo dos planos de Santo Cristo
E decidiu que, com João ele ia acabar

Mas Pablo trouxe uma Winchester-22
E Santo Cristo já sabia atirar
E decidiu usar a arma só depois
Que Jeremias começasse a brigar

Jeremias, maconheiro sem-vergonha
Organizou a Rockonha e fez todo mundo dançar
Desvirginava mocinhas inocentes
Se dizia que era crente mas não sabia rezar

E Santo Cristo há muito não ia pra casa
E a saudade começou a apertar
"Eu vou me embora, eu vou ver Maria Lúcia
Já tá em tempo de a gente se casar"

Chegando em casa então ele chorou
E pro inferno ele foi pela segunda vez
Com Maria Lúcia Jeremias se casou
E um filho nela ele fez

Santo Cristo era só ódio por dentro
E então o Jeremias pra um duelo ele chamou
Amanhã às duas horas na Ceilândia
Em frente ao lote 14, é pra lá que eu vou

E você pode escolher as suas armas
Que eu acabo mesmo com você, seu porco traidor
E mato também Maria Lúcia
Aquela menina falsa pra quem jurei o meu amor

E o Santo Cristo não sabia o que fazer
Quando viu o repórter da televisão
Que deu notícia do duelo na TV
Dizendo a hora e o local e a razão

No sábado então, às duas horas,
Todo o povo sem demora foi lá só para assistir
Um homem que atirava pelas costas
E acertou o Santo Cristo, começou a sorrir

Sentindo o sangue na garganta,
João olhou pras bandeirinhas e pro povo a aplaudir
E olhou pro sorveteiro e pras câmeras e
A gente da TV que filmava tudo ali

E se lembrou de quando era uma criança
E de tudo o que vivera até ali
E decidiu entrar de vez naquela dança
"Se a via-crucis virou circo, estou aqui"

E nisso o sol cegou seus olhos
E então Maria Lúcia ele reconheceu
Ela trazia a Winchester-22
A arma que seu primo Pablo lhe deu

"Jeremias, eu sou homem. coisa que você não é
E não atiro pelas costas não
Olha pra cá filha-da-puta, sem-vergonha
Dá uma olhada no meu sangue e vem sentir o teu perdão"

E Santo Cristo com a Winchester-22
Deu cinco tiros no bandido traidor
Maria Lúcia se arrependeu depois
E morreu junto com João, seu protetor

E o povo declarava que João de Santo Cristo
Era santo porque sabia morrer
E a alta burguesia da cidade
Não acreditou na história que eles viram na TV

E João não conseguiu o que queria
Quando veio pra Brasília, com o diabo ter
Ele queria era falar pro presidente
Pra ajudar toda essa gente que só faz...

Sofrer...

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

nº25 Brasiliense



A seca tortura essa época do ano, mas nada que não tenha sobrevivido já durante 16 anos. Os pores do sol ainda são lindos, o céu fica tão tão tãaao azul que nem sei descrever (sinto falta de nuvens pra ficar brincando de identificar formas nelas), sem contar os ipês que ficam lindos essa época do ano!!

"Tabebuia é o gênero neotropical mais comum da família Bignoniaceae. Algumas espécies desse gênero são conhecidas, no Brasil, por ipê e pau-d'arco, e produzem farta floração, que pode ser de várias cores." (wikipédia)

Se eu fosse boa com palavras e rimas varia algum poema sobre essa época do ano em Brasília. Especialmente falando sobre os ipês amarelos, não sei explicar... mas amo eles.

~ coisas de brasilienses

sábado, 11 de setembro de 2010

nº24 The Lovely Bones


“Like if you start something, you finish it. You don’t stop until you get it right. If you don’t get it right, you start over again and you keep on going as long as you have to. That’s the way it is. That’s what you do. It’s perfectly normal. “

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

nº23 Setembro


Faz tempo que não posto nada aqui, pra variar. Também não tenho muita criatividade pra postar algo interessante, na verdade não tenho tido criatividade pra nada!!
Falar que minha vida se resume a estudar... seria uma grande mentira. Ando sim estudando muito, mas também estou gastando muito mais do meu tempo com pessoas, uma em especial ( o que me deixa muito feliz) S2. Deixando meu romance de lado, eu também estou muito feliz por ter decidido que quero realmente fazer arquitetura na universidade \o/ YEAH !
Procurei alguma coisa interessante pra por aqui sobre o mês de setembro, mas tudo parece tão inútil ou deprimente ( "wake me up when september ends"). No hemisfério sul trata-se da chegada da primavera e, segundo meu amigo, junção de casais o que combina com o fato dia do sexo(06/09) ser em setembro. Afinal, feliz dia do sexo aos praticantes!! Não me incluo no grupo e nem pretendo tão cedo, mas nada que impeça outros de hãan aproveitarem o dia xD
Beijos a todos,
Sarah
Ps: A foto foi da minha viagem pra São Paulo começo de agosto